Ícone do site Velotax

Comprovante de renda: conheça cinco situações para conseguir o documento

Comprovante de renda através de documentos

Comprovante de renda é algo essencial na vida das pessoas.

Existem vários exemplos da importância de ter em mãos ao menos um comprovante de renda.

Seja para abrir conta em algum banco, obter o financiamento de um bem, alugar um imóvel, conseguir cartão de crédito, entre outros, o comprovante de renda é parte crucial nesses processos.

Ou seja, o comprovante de renda abre inúmeras portas.

Vale destacar, claro, que um comprovante de renda muito conhecido, o Informe de Rendimentos, é o que determina se você é obrigado ou não a fazer a Declaração de Ajuste Anual do Imposto de Renda.

Ao longo desse artigo, vamos mostrar cinco situações importantes sobre o comprovante de renda e ajudar você a obtê-lo.

Além disso, você pode, caso tenho os comprovantes de renda, fazer a sua declaração do Imposto de Renda.

Parece um processo complicado, mas não é bem assim.

Você pode ficar bem tranquilo porque o Velotax vai explicar como funciona o recolhimento dos tributos e como fazer a declaração do Imposto de Renda.

Mais do que isso, vamos apresentar a plataforma do Velotax, que simplifica e te ensina de um jeito fácil e descomplicado sobre como declarar o seu Imposto de Renda.

Clique aqui e conheça nossa plataforma.

Aproveite e veja muitas outras dicas sobre o Imposto de Renda no nosso blog.

Saiba quem se enquadra como obrigado a declarar o Imposto de Renda

Antes de detalhar as cinco situações sobre comprovante de renda, é necessário saber quais são as regras que determinam se uma pessoa é obrigada a fazer a Declaração de Ajuste Anual do Imposto de Renda.

Portanto, se o contribuinte se encaixar nas regras abaixo, então é preciso cumprir essa burocracia.

Qualquer pessoa é obrigado a entregar a declaração se:

Dessa maneira, se a pessoa não se enquadrar nas regras listadas acima, não precisa entregar a Declaração Anual do Imposto de Renda.

Vamos então listar dez situações que você precisa saber sobre comprovante de renda.

Saiba os dez principais documentos para declarar o Imposto de Renda

1 – O que é comprovante de renda?

Imagine que você obtenha rendimentos mensais e é chamado a comprovar para alguém ou uma empresa que esse dinheiro é seu, de forma lícita.

Para que isso seja feito na prática, a forma mais conhecida é através de um comprovante de renda.

Por exemplo, se você vai abrir uma conta bancária, então é necessário mostrar que tem uma renda e de onde ela vem.

Esse documento é o que vai demonstrar para as instituições financeiras que você tem capacidade para honrar os seus compromissos. 

Assim, no nosso cotidiano, já estamos acostumados e sabemos que, para isso, temos que obter algum tipo de comprovante de renda.

Vamos detalhar quais são os comprovantes de rendas mais conhecidos, mas, já para adiantar, a lista é a seguinte: CTPS (Carteira de Trabalho e Previdência Social), holerite, extrato bancário, declaração de Imposto de Renda e Decore (Declaração Comprobatória de Percepção de Rendimentos).

2 – Como fazer para conseguir o comprovante de renda?

A obtenção de um comprovante de renda muitas vezes pode ser de forma automática.

Por exemplo, caso você seja empregado com registro formal, a sua Carteira de Trabalho funciona como um comprovante de renda.

Isso porque ao te registrar, o empregador, obrigatoriamente, coloca o seu salário-base na carteira de trabalho.

O empregador também gera um comprovante de renda ao empregado através do holerite ou contracheque.

No caso do trabalhador informal, profissionais liberais, empresários, por exemplo, o extrato bancário é o que mais funciona como comprovante de renda.

Em relação aos donos do próprio negócio, além dos extratos bancários, a declaração do Imposto de Renda é um documento que serve para comprovar a renda.

Vamos explicar com mais detalhes abaixo, mas no caso de pessoas que não possuem vínculos empregatícios, mas que têm negócios, existem dois comprovantes de renda:

Decore – A Declaração Comprobatória de Percepção de Rendimentos é obtida com a contratação de um contador registrado profissionalmente.

Para isso, você precisa levar para ele documentos, como recibos de aluguéis, pagamento de condomínio, no caso de ser proprietário do próprio imóvel, a declaração do Imposto de Renda, entre outros.

DASN-SIMEI – Se você for microempreendedor individual (MEI), o que serve como comprovante de renda é a Declaração Anual de Faturamento do Simples Nacional (DASN).

3 – Imposto de Renda é comprovante de renda?

A resposta é sim.

Apesar da repetição, necessária, da palavra renda, as duas se completam para ajudar na explicação.

Se você é pessoa física e paga Imposto de Renda com recolhimento mensal através do Darf (Documento de Arrecadação de Receitas Federais), então você já tem em mãos um comprovante de renda.

Outra maneira de o Imposto de Renda te ajudar na obtenção de um comprovante de renda é ao realizar a Declaração de Ajuste Anual.

Essa declaração destrincha todos os rendimentos da pessoa ao longo do ano, além de bens, direitos, investimentos, pagamentos e deduções.

4 – Quais documentos são aceitos como comprovante de renda?

Agora que chegamos até aqui, já deu para saber quais são as principais maneiras para fazer a comprovação de renda.

Diante disso, você agora poderá ficar com essa informação mais bem guardada quando precisar entregar a alguém ou a uma empresa um comprovante de renda.

Carteira de Trabalho

O fato de ter vínculo empregatício facilita bastante em inúmeras situações, como é o caso de ter um comprovante de renda.

Com a Carteira de Trabalho, a pessoa comprova, por exemplo, o quanto recebe de salário-base, tempo de emprego, promoções.

Holerite

Com vínculo empregatício, o funcionário sabe que mensalmente terá à disposição o holerite.

Com esse documento, a empresa detalha ao funcionário os valores de salários, benefícios e descontos.

Se esse for o seu caso, o holerite é um comprovante de renda.

Extrato bancário 

Se você é titular de uma conta bancária e não tem vínculo empregatício, o extrato bancário é uma alternativa como comprovante de renda.

Ressaltamos que o ideal é que você concentre todos os seus rendimentos e débitos em uma mesma conta bancária. 

Decore

Voltamos ao assunto e terá um tem abaixo só sobre o Decore (Declaração Comprobatória de Percepção de Rendimentos).

Somente um contador poderá preparar para você.

Para isso, ele vai precisar de documentos que comprovem seus pagamentos a terceiros e a Declaração do Imposto de Renda. 

Declaração de Ajuste Anual do IR

A Declaração de Imposto de Renda como pessoa física é um excelente documento para a comprovação de renda.

O documento entregue à Receita Federal anualmente descreve todos os seus rendimentos, bens e direitos. 

DASN-SIMEI

Quem é microempreendedor individual (MEI), pode usar a Declaração Anual de Faturamento do Simples Nacional como comprovante de renda.

Esse documento que demonstra qual foi a receita bruta anual do empreendimento referente ao ano anterior.

Documentos de bancos servem como comprovante de renda

5 – Saiba o que é o comprovante de renda Decore

Citado acima como um dos comprovantes de renda, agora vamos dar mais detalhes sobre o que é esse documento e dicas para quando for necessário obtê-lo.

Para que fique bem claro, Decore é a Declaração Comprobatória de Percepção de Rendimentos.

A Decore foi criada justamente para ser um comprovante de renda, o que ajuda, principalmente, os profissionais autônomos que não trabalham no regime com carteira de trabalho assinada.

A pessoa que vai te fornecer essa declaração, obrigatoriamente, é um contador.

Logo, se precisar, procure um profissional da sua confiança.

O Decore foi criado para ajudar pessoas que não tem como comprovar a renda, por exemplo, através de um holerite.

Por isso, o Decore, que é aceito por muitas instituições financeiras, ajuda bastante autônomos, pequenos empresários, profissionais liberais, entre outros.

O profissional, devidamente registrado no CRC (Conselho Regional de Contabilidade), vai pedir documentos como recibos de aluguéis, condomínio, declaração do Imposto de Renda e extratos bancários, ou qualquer outro documento que sirva como comprovação de renda.

A Decore só terá validade se contiver o selo DHP (Declaração de Habilitação Profissional), afixado ou impresso no corpo do documento.

O contador vai fazer dessa forma e com o auxílio da segurança de um certificado digital.

Agora acompanhe três tipos de pessoas que podem ser ajudados pelo Decore.

Microempreendedores individuais (MEI)

Se você é registrado como empresário MEI, o Decore é a forma ideal para a comprovação de renda.

Entretanto, você precisa disponibilizar três coisas para o contador.

Empreendedores com o pró-labore

A maneira que o Decore ajuda quem é empreendedor é usar os valores recebidos de pró-labore.

Os sócios definem as suas retiradas através do pró-labore, logo o contador vai conseguir preparar o Decore.

O profissional de contabilidade vai precisar de quatro informações bem simples.

Distribuição de lucros para investidor

Caso você seja um investidor e quer usar a distribuição de lucros como comprovante de renda, existem duas formas de fazer isso:

É importante saber duas diferenças entre os dois tópicos acima.

O pró-labore é a remuneração dos sócios que trabalham diretamente na empresa, como se fosse um salário que se pagaria a um funcionário contratado.

O investidor é beneficiado com a distribuição do lucro, que é a remuneração dos sócios, quer trabalhem ou não na empresa.

Os valores são pagos proporcionalmente à participação de cada sócio, de acordo com o Contrato Social.

Esclarecemos todas as suas dúvidas sobre comprovante de renda? 

Agora você pode ir para a prática e preparar a sua declaração do IR de uma maneira rápida e tranquila.

O Velotax desenvolveu uma plataforma simples para calcular, pagar e declarar o seu IR.

Confira as nossas soluções.

Um serviço 5 estrelas para você ficar tranquilo e cumprir todas as obrigações com a Receita Federal.

São mais de 100.000 usuários satisfeitos.

Clique aqui e conheça agora também o canal Velotax no YouTube.

Sair da versão mobile