Como consultar a declaração do Imposto de Renda?

mulher segura celular nas mãos: aparelho é utilizado para consultar a declaração do Imposto de Renda

Consultar a declaração do Imposto de Renda é algo bem simples de ser feito.

O acompanhamento da situação da declaração do Imposto de Renda pode salvar o contribuinte da malha fina fiscal.

É muito comum que a maioria das pessoas que entrega a declaração acaba se esquecendo desse assunto, e deixa de consultar a declaração do Imposto de Renda e não sabe ao certo o processamento do envio das declarações.

Entretanto, vale reforçar a dica. Basta simplesmente entrar no e-CAC do site da Receita Federal , fazer o seu cadastro e consultar a declaração do Imposto de Renda.

Com tantos afazeres, muitas pessoas não acompanham por dois motivos: esquecimento/falta de atenção e desinteresse ou por não ter conhecimento do procedimento de como consultar a declaração do Imposto de Renda.

Se na consulta, você descobrir algum problema com a sua declaração ou cair na malha fina, procure o Velotax.

Parece um processo complicado, mas não é bem assim.

Você pode ficar bem tranquilo porque o Velotax vai explicar como funciona o recolhimento dos tributos e como fazer a declaração do Imposto de Renda.

Mais do que isso, vamos apresentar a plataforma do Velotax, que simplifica e te ensina de um jeito fácil e descomplicado sobre como declarar o seu Imposto de Renda.

Clique aqui e conheça nossa plataforma.

Aproveite e veja muitas outras dicas sobre o Imposto de Renda no nosso blog.

Procedimentos para consultar a declaração do Imposto de Renda

Para consultar a declaração do Imposto de Renda é necessário, como dissemos acima, acessar o portal do e-CAC no site da Receita Federal.

Você pode fazer esse passo a passo com a sua conta do .gov ou através do seu cadastro.

Ao entrar no e-CAC, basta clicar no canto esquerdo da página em “Meu Imposto de Renda” ou “Declarações e Demonstrativos” e então em “Extrato do Processamento”.

Nesse campo você vai encontrar um termo que define a situação da prestação de contas com a Receita Federal.

Entenda como consultar a declaração do Imposto de Renda

Conheça as oito possibilidades de situação ao consultar a declaração do Imposto de Renda:

1. Em processamento: significa que a sua declaração foi recebida, mas o processo ainda não foi encerrado.

2. Em fila de restituição: a declaração foi processada e você terá restituição a receber, mas o valor ainda não foi liberado e você tem que aguardar os lotes de restituição.

É importante lembrar que se você tiver pendências de débitos federais, você não conseguirá fazer o saque dos valores.

3. Processada: a sua declaração foi recebida e o processamento encerrado. Contudo, esse status ainda pode ser revisto pela Administração Tributária, o que significa que você não necessariamente escapou da malha fina.

4. Com pendências: foram encontradas pendências na sua declaração e você precisa resolvê-las com uma retificadora para não cair na malha fina.

5. Em análise: neste caso a sua declaração foi recebida, mas está aguardando a apresentação de documentos solicitados a você ou a conclusão da análise de documentos entregues.

6. Retificada: quando você apresenta declaração retificadora e ela substitui integralmente a declaração originalmente entregue.

7. Cancelada: significa que a declaração foi cancelada, seja pela administração tributária ou por você.

8. Tratamento manual: a declaração está sendo analisada, portanto você deve aguardar uma correspondência da Receita Federal.

Declaração retificadora do Imposto de Renda

É importante lembrar que quando consultar a declaração do Imposto de Renda e a a sua situação constar “com pendência”, você terá que apresentar uma retificadora para solucionar o problema.

Algumas possibilidades mais comuns para o status de “pendência” ao consultar a declaração do Imposto de Renda são débitos ainda não quitados com o Fisco, divergências de rendimentos, a inclusão incorreta de dependentes, esquecer de declarar seus investimentos e a inserção de gastos não dedutíveis como dedutíveis.

Caso você não solucione a pendência encontrada ao consultar a declaração do Imposto de Renda, você vai para a malha fina e a Receita Federal te envia uma notificação para te informar dessa situação.

Se receber a notificação, caso discorde do lançamento, você tem até 30 dias para apresentar a SRL (Solicitação de Retificação de Lançamento), que deve ser feita no portal e-Defesa, dentro do site da Receita Federal.

Caso você concorde com a notificação da Receita, então é importante solucionar o problema o quanto antes para ter o mínimo de dores de cabeça possível.

Pelas inconsistências você fica sujeito a multa a partir de 75%. Contudo, se for constatada fraude esse valor será dobrado.

Além disso, caso você dificulte a fiscalização da Receita Federal a multa pode chegar a 225% do valor do imposto devido inicialmente.

Enquanto não for solucionada a sua pendência, você não receberá a restituição se tiver direito a ela.

Além disso, você pode ter o seu CPF bloqueado, o que vai te causar inúmeros transtornos, como não poder tirar ou atualizar passaporte, não poder abrir contas em bancos nem realizar financiamentos ou empréstimos.

Em casos realmente extremos, como em situações de fraudes e a omissão em resolver as pendências, você pode inclusive ser indiciado por crime tributário.

Por isso é tão importante que você confira o status da sua declaração após entregá-la, já que se você não corrigir as pendências encontradas, cairá na malha fina e, neste caso, não será tão fácil solucionar e você pode ter muita dor de cabeça enquanto perdurar essa situação!

mulher digitando no teclado: computador é ferramenta para consultar a declaração do Imposto de Renda
Computador é ferramenta para consultar a declaração do Imposto de Renda

Como realizar a consulta à restituição do Imposto de Renda

Uma vez realizado todos os procedimentos, a Receita Federal disponibiliza canais para que você consultar a declaração do Imposto de Renda, logo, saiba se está tudo certo e tenha alguma ideia de quando vai receber a restituição.

Como descrevemos acima, é recomendável que o contribuinte acompanhe o status ao consultar a declaração do Imposto de Renda justamente para, além de ficar atento sobre o calendário da restituição, tenha conhecimento de alguma possível divergência encontrada nas informações transmitidas.

Identificar eventuais falhas na declaração vai poupar o cidadão de cair na malha fina.

Agora vamos à consulta ao cronograma da restituição.

Essas informações podem ser consultadas no site da Receita Federal ou no próprio aplicativo para celulares e tablets ‘Meu Imposto de Renda’, em que foi emitida a declaração.

Na página Consulta restituições IRPF na internet:

Informe seu CPF e selecione o ano da declaração a ser consultada. Em seguida, coloque sua data de nascimento (com oito dígitos: 00/00/0000) e digite os caracteres indicados no quadro. Clique em consultar.

No aplicativo Meu Imposto de Renda

Caso você tenha emitido sua declaração por meio de dispositivo móvel, através do aplicativo ‘Meu Imposto de Renda’, a opção ‘Restituição’ aparecerá no menu inicial.

A Receita Federal também desenvolveu outro app, o ‘Pessoa Física’, em que o contribuinte pode consultar restituições antigas (desde 1999), além de disponibilizar diversas outras funcionalidades, como cálculo do imposto mensal e anual; cronograma de lotes de restituição e o próprio acompanhamento do status da declaração.

Independentemente de qual plataforma o contribuinte escolher para consultar a declaração do Imposto de Renda e saber o andamento da restituição, preste atenção às informações que poderão aparecer na tela.

Calendário dos cinco lotes da restituição do Imposto de Renda

A Receita Federal deve liberar a consulta ao segundo lote da restituição do Imposto de Renda nesta quinta-feira (23 de junho).

O dinheiro estará disponível nas contas bancárias dos contribuintes no dia 30, último dia útil deste mês de junho.

O primeiro lote foi reservado para cidadãos com prioridade legalmente estabelecida, como idosos, pessoas com deficiência física ou mental ou com alguma doença; e contribuintes cuja maior parcela da renda seja oriunda do magistério.

O crédito bancário foi destinado para 3.383.969 contribuintes, no valor de R$ 6,3 bilhões.

Veja as datas para depósito das restituições

1º lote: 31 de maio de 2022

2º lote: 30 de junho de 2022

3º lote: 29 de julho de 2022

4º lote: 31 de agosto de 2022

5º lote: 30 de setembro de 2022

Esclarecemos todas as suas dúvidas sobre como consultar a declaração do Imposto de Renda? 

Caso precise, com a retificação da declaração, você pode ir para a prática e prepará-la de uma maneira rápida e tranquila.

O Velotax desenvolveu uma plataforma simples para calcular, pagar e declarar o seu IR.

Confira as nossas soluções.

Um serviço 5 estrelas para você ficar tranquilo e cumprir todas as obrigações com a Receita Federal.

São mais de 100.000 usuários satisfeitos.

Clique aqui e conheça agora também o canal Velotax no YouTube.