IR 2022: saiba como aproveitar a declaração de anos anteriores

IR 2022
IR 2022

Muita gente acha um processo trabalhoso declarar o Imposto de Renda todos os anos.

Transmitir todas as informações à Receita Federal anualmente acaba sendo uma tarefa árdua para alguns contribuintes.

Dependendo de quais são suas particularidades, como a quantidade de rendimentos, de dependentes, e de bens e direitos a declarar, essa obrigação acaba virando um tormento.

É por esses e outros motivos que muitas pessoas procuram ajuda de terceiros na hora de cumprir com o dever com o Leão – ou, na pior das hipóteses, não declaram.

A boa notícia é que você pode cumprir com suas obrigações com o Fisco sem se que isso te demande tanto.

É possível declarar imposto de renda de forma rápida e fácil.

E vamos explicar como entregar o IR 2022 e aproveitar a declaração do ano passado. 

Antes de tudo, para que você ganhe ainda mais tempo nesse processo, sugerimos ler alguns de nossos artigos publicados anteriormente e, se achar necessário, revise quais são suas obrigações junto ao Fisco (o que você precisa declarar no imposto de renda e quais são os gastos dedutíveis, por exemplo).

Aproveitar a declaração do ano anterior pode otimizar seu tempo, além de ser uma forma de te ajudar a lembrar de todas as informações e não se esquecer de preencher nenhum dado.

A transmissão de uma declaração de imposto de renda completa te livra de problemas posteriormente, como cair na malha fina ou até pagar multa. 

A própria Receita Federal dá uma mãozinha para que você não perca tempo, incentivando os contribuintes a usarem a declaração pré-preenchida, em que o cidadão inicia a declaração com base nos dados informados no ano anterior.

Neste artigo, vamos explicar como importar as próprias declarações passadas e também como usar a opção de declaração pré-preenchida. 

Parece um processo complicado, mas não é bem assim.

Você pode ficar bem tranquilo porque o Velotax vai explicar como funciona o recolhimento dos tributos e como fazer a declaração do Imposto de Renda.

Mais do que isso, vamos apresentar a plataforma do Velotax, que simplifica e te ensina de um jeito fácil e descomplicado sobre como declarar o seu Imposto de Renda.

Clique aqui e conheça nossa plataforma.

Aproveite e veja muitas outras dicas sobre o Imposto de Renda no nosso blog.

Saiba quem se enquadra como obrigado a declarar o Imposto de Renda

Para começar, é preciso saber quais são as regras que determinam se uma pessoa é obrigada a fazer a Declaração de Ajuste Anual do Imposto de Renda.

Portanto, se o contribuinte se encaixar nas regras abaixo, então é preciso cumprir essa burocracia.

Qualquer pessoa é obrigado a entregar a declaração se:

  • recebeu rendimentos tributáveis acima do limite de R$ 28.559,70
  • recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte acima do limite de R$ 40 mil
  • obteve receita bruta anual decorrente de atividade rural em valor acima do limite de R$ 142.798,50
  • pretenda compensar prejuízos da atividade rural deste ou de anos anteriores com as receitas deste ou de anos futuros
  • teve a posse ou a propriedade, em 31 de dezembro do ano-calendário, de bens ou direitos, inclusive terra nua, acima do limite de R$ 300 mil
  • obteve ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto
  • optou pela isenção de imposto sobre o ganho de capital na venda de imóveis residenciais, seguido de aquisição de outro, no prazo de 180 dias
  • realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas

Dessa maneira, se a pessoa não se enquadrar nas regras listadas acima, não precisa entregar a Declaração Anual do Imposto de Renda.

Fique atento para não correr o risco de cair na malha fina

Importar declaração pelo programa Meu Imposto de Renda

Se você utiliza sempre o mesmo computador para entregar a declaração do Imposto de Renda, é possível que ainda tenha guardado os arquivos da declaração e do recibo de entrega na sua máquina (encontrou? então avance para a Etapa 2).

Caso tenha perdido ou excluído, você pode recuperar os documentos a partir do programa do IR 2021 (se ainda tiver instalado).

Siga os seguintes passos:

ETAPA 1

Com o programa do IRPF 2021

  • Abra o programa do IRPF 2021
  • Na pasta ‘Transmitidas’, procure pelo IR 2021 e selecione o arquivo
  • No canto inferior, do lado direito, clique no símbolo de um disquete para salvar o arquivo 
  • Armazene o arquivo em local de sua escolha – abrir uma nova pasta com os arquivos de declarações pode ser uma alternativa que vai te ajudar nos próximos anos

Feito? Agora vamos aproveitar a declaração do ano passado para o IR 2022

ETAPA 2

Importar a declaração do IR 2021

  • Abra o programa do IR 2022 (o que você vai declarar neste ano)
  • Selecione a opção ‘Nova’ (aparecerá do lado esquerdo)
  • Escolha o tipo de declaração ‘Ajuste Anual’
  • Clique em ‘Importar declaração de 2021’
  • Encontre o arquivo da declaração salvo e selecione

Como encontrar declaração do imposto de renda no computador

É possível ainda que algo tenha acontecido e, por algum motivo, você tenha apagado o programa do IR 2021 do seu computador, mas não excluiu (ou não sabe) os arquivos da declaração emitida no ano passado. Então, vamos ensiná-lo a procurá-lo na memória da sua máquina. Vamos lá:

  • Abra o ‘Explorador de Arquivos’ – procure pela unidade de disco principal (identificada por ‘C:’), onde você encontrará as principais pastas do seu computador
  • Procure pela pasta ‘ Arquivos de Programas RFB’, ou digite esse nome no canto superior, à direita (ao lado do símbolo de uma lupa), para procurá-lo
  • Ao acessar essa pasta, haverá uma outra pasta com o nome ‘IRPF 2021’
  • Abra a pasta IRPF 2021 e dentro dela haverá uma outra pasta com o nome ‘Transmitidas’. 
  • Procure pelos arquivos da declaração e do recibo de entrega: Os dois devem estar nessa pasta e são identificados com o mesmo nome. A diferença é que a declaração em si possui a extensão (as últimas três letras) ‘DEC’ e o recibo, ‘REC’. Selecione os dois. 

Os dois arquivos são identificados de forma padrão, iniciando pelos 11 números do CPF do contribuinte e seguido por códigos e os anos da declaração. Veja os exemplos abaixo:

0000000000-IRPF-2021-2020-ORIG.DEC           (DECLARAÇÃO)

0000000000-IRPF-2021-2020-ORIG.REC           (RECIBO DE ENTREGA)

Nos modelos hipotéticos acima, o ano de 2021 vem antes porque é referente ao IR 2021 (cujo ano-calendário é 2020) – é essa declaração que você vai precisar. A sigla ‘ORIG’ indica a versão original da sua declaração. Caso você tenha feito uma declaração retificadora, procure pelo termo ‘RETIF’ e use essa versão. 

  • Copie esses dois arquivos: recibo (.REC) e a declaração (.DEC) e copie e guarde-os numa pasta de sua preferência 
  • Abra o programa do IR 2022 (o que você vai declarar neste ano)
  • Selecione a opção ‘Nova’ (aparecerá do lado esquerdo)
  • Escolha o tipo de declaração ‘Ajuste Anual’
  • Clique em ‘Importar declaração de 2021’
  • Encontre o arquivo da declaração salvo e selecione

Perdeu as declarações e não tem o programa do IRPF 2021

Se você não tem mais o programa do IR 2021 ou não encontrou o arquivo da declaração emitida no ano passado, não se preocupe.

É possível recuperar os documentos no site da Receita Federal, através do portal e-CAC, e baixar os arquivos. Siga os seguintes passos:

  • Acesse o portal e-CAC (não é necessário obter certificado digital, apenas uma conta gov.br, que é um login único para acessar todos os serviços digitais oferecidos pelo governo federal – esta opção aparecerá do lado direito. Se ainda não tiver uma conta, clique aqui e crie seu usuário e senha
  • Selecione a opção ‘Meu Imposto de Renda’ e escolha o ano da declaração (2021)
  • Na segunda coluna, em ‘Declaração’, clique em ‘Baixar Arquivo da Declaração Entregue’
  • Salve ou transfira o arquivo para pasta que você escolher
  • Abra o programa do IR 2022 (o que você vai declarar neste ano)
  • Selecione a opção ‘Nova’ (aparecerá do lado esquerdo)
  • Escolha o tipo de declaração ‘Ajuste Anual’
  • Clique em ‘Importar declaração de 2021’
  • Encontre o arquivo da declaração salvo e selecione
Computador cheio de lembretes colados na tela
Organização é tudo na hora de fazer a declaração do IR 2022

Usar a declaração de imposto de renda pré-preenchida

Esta opção é semelhante ao processo explicado anteriormente. A ideia é a mesma: facilitar o preenchimento de dados no ato da nova declaração do imposto de renda.

A diferença é que, no primeiro caso, o contribuinte importa o arquivo da declaração e, no segundo, reaproveita as informações propriamente ditas da declaração do ano anterior. 

O uso da declaração pré-preenchida também economiza seu tempo, pois você inicia a entrega do IR 2022 com diversos campos já preenchidos com base nas informações de rendimentos, deduções, bens, direitos, dívidas e ônus reais já recebidas pela Receita Federal por fontes pagadoras, instituições imobiliárias ou serviços médicos, por exemplo.

Abaixo, vamos explicar como aproveitar a declaração de Imposto de Renda do ano passado com base na declaração pré-preenchida através do portal e-CAC.

Mas os procedimentos são semelhantes caso você opte por entregar a declaração do IR 2022 pelo programa (para computadores) ou aplicativo ‘Meu Imposto de Renda’ (para celulares e tablets).  

  • Acesse o portal e-CAC (o passo a passo é explicado no tópico anterior)
  • Escolha o ano da declaração. No caso, 2022
  • Selecione a opção ‘Iniciar com a declaração pré-preenchida 2022
  • Crie uma palavra-chave  (Com esse código, você pode continuar a sua declaração em qualquer plataforma: no site, no programa ou no app instalado em algum dispositivo móvel
  • Agora basta revisar as informações (identificação, familiares, rendimentos, pagamentos e bens e dívidas), adicionar algum dado se estiver faltando e entregar a declaração

Entregar declaração retificadora 

A ideia deste artigo é ajudar o contribuinte a ganhar tempo na hora de declarar imposto de renda.

Mas é natural que, durante esse processo, o cidadão cometa falhas ou se esqueça de atualizar alguma informação.

Se você se enquadra nesse caso e já entregou sua declaração, fique tranquilo!

A Receita Federal permite que o contribuinte entregue uma declaração retificadora.

É possível enviar a declaração retificadora de três formas:

  • Pelo programa IRPF que usou para enviar a declaração original;
  • Pelo e-CAC, fazendo a retificação online; 
  • Pelo aplicativo ‘Meu Imposto de Renda’ para celular e tablet.

Para retificar a declaração do Imposto de Renda pelo programa, selecione a declaração que você deseja alterar:

  • No menu, clique em: ‘Declaração’ > ‘Retificar’. Informe o número do recibo de entrega da declaração a ser retificada; esta informação é obrigatória em declarações retificadoras. E não se esqueça de usar o programa do mesmo ano que você quer retificar.

Também é possível fazer a retificação de forma online, no portal e-CAC. Essa opção permite que você altere apenas os campos que precisam ser corrigidos, pois o sistema resgata os dados da última declaração entregue automaticamente.

  • Acesse o e-CAC;
  • Clique no ícone ‘+’ da declaração que deseja retificar para mostrar as opções; 
  • Clique em retificar declaração.

Mas atenção! Na retificação online não é possível retificar informações de atividade rural e ganhos de capital que tenha importado de declarações auxiliares (como ensinado no início deste artigo).

Se você não usar certificado digital, também não poderá alterar as informações de bens e direitos e de dívidas e ônus reais.

Também é importante você saber que, uma vez entregando uma declaração retificadora, o valor de eventual restituição que venha a receber também corre o risco de mudar.

Caso o valor do imposto devido aumente com a retificação, há a possibilidade de o cidadão precisar pagar a diferença, gerando um novo Darf

Exemplo: Se, ao entregar a declaração inicial, seu imposto a pagar era de R$ 1.000,00, e, após a declaração retificadora, o tributo subiu para R$ 1.200,00, o contribuinte terá de gerar um Darf com o valor da diferença (R$ 200,00). 

No site da Receita Federal, há um passo a passo sobre como proceder em caso de mudança de valores do imposto e de restituição após entrega de declaração retificadora. 

Preste atenção aos prazos!

O contribuinte tem até o último dia do prazo de entrega da declaração para fazer a retificação. Nesse período, também é possível trocar o regime de tributação (desconto simplificado ou deduções legais).

Se você não entregou a declaração de imposto de renda retificadora dentro do prazo de entrega, terá até cinco anos para fazer a retificação, desde que a declaração não esteja sendo fiscalizada. 

A Receita Federal alerta que a declaração retificadora tem a mesma natureza da primeira declaração apresentada.

Ou seja, será uma nova declaração, substituindo a original integralmente e, portanto, deve conter todas as informações anteriormente declaradas com as alterações e exclusões necessárias, bem como as informações adicionadas, se for o caso.

Cronograma de restituição muda após entrega de retificadora

Se liga nessa informação: a data do envio da declaração retificadora será considerada pelo Leão para fins de priorização no pagamento das restituições, e não a data em que você apresentou a declaração original.

Na prática, se você entregou a declaração original logo no início do prazo aberto pela Receita Federal, mas apresentou a retificadora quase no fim do limite, sua restituição vai ser jogada para frente e só será transferida com base na data da entrega da retificadora, seguindo o calendário de restituições.

Atenção! As dicas indicadas neste artigo só serão úteis a partir do momento que a Receita Federal liberar as entregas da declaração.

Como já informado em artigos anteriores (Quais os prazos para fazer declaração), o calendário com os prazos para transmissão do IR 2022 e o cronograma de restituição ainda não foram definidos.

Até lá, a nossa missão é ajudar você a tirar todas as dúvidas sobre a declaração do IR 2022, ficar atento aos prazos e se antecipe para não ter dores de cabeça com o Leão lá na frente.

Esclarecemos todas as suas dúvidas sobre aproveitar a declaração do Imposto de Renda de anos anteriores? 

Agora você pode ir para a prática e preparar a sua declaração do IR de uma maneira rápida e tranquila.

O Velotax desenvolveu uma plataforma simples para calcular, pagar e declarar o seu IR.

Confira as nossas soluções.

Um serviço 5 estrelas para você ficar tranquilo e cumprir todas as obrigações com a Receita Federal.

São mais de 100.000 usuários satisfeitos.

Clique aqui e conheça agora também o canal Velotax no YouTube.